quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Oração de Platão


"Sócrates: Será que deveríamos fazer uma oração endereçada aos deuses daqui antes de irmos?

Fedro: Claro que sim.

Sócrates: "Ó caro Pan e todos vós demais deuses deste lugar, concedei-me que me torne nobre e belo interiormente, e que todos os meus bens exteriores estejam em amigável harmonia com o que é interior. Que eu possa considerar o homem sábio, rico. E quanto ao ouro, que possa ter eu dele somente a quantidade que alguém moderado é capaz de suportar ou portar consigo." Será que necessitamos de algo mais, Fedro? Para mim creio ser essa súplica suficiente.

Fedro: Permite-me também partilhar dessa súplica, pois amigos têm todas as coisas em comum.

Sócrates: Partamos."

Daqui pra frente, só rezo assim.