terça-feira, 30 de novembro de 2010

Estrogonofe de Frango

Vou escolher aqui uma receita no meu livro novo para tentar fazer. Se ficar bom, eu coloco uma foto minha degustando o prato aqui. Vamos ver.

Estrogonofe de Frango

1. Corte os filés de frango em tirar e tempere-as com um pouco de sal e pimenta-do-reino. Reserve. (nota: vou fazer sem pimenta)

2. Leve uma panela ao fogo, aqueça e adicione a manteiga e a cebola picada. Refogue até que esteja macia. (nota: macia a cebola ou a panela?)

3. Coloque os pedaços de frango e cozinhe por 2 minutos. Adicione os champignons e refogue por mais 3 minutos. Salpique a farinha de trigo e misture.

4. Regue com o conhaque e deixe evaporar. Coloque o molho inglês e o ketchup. Misture bem e regue com o suco de tomate e com o caldo de frango. (nota: conhaque?)

5. Cozinhe em fogo baixo por 10 minutos e acrescente o creme de leite. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Sirva com arroz e batatas palha.

Amanhã vou comprar os ingredientes. Preciso de frango, farinha, tomates e conhaque. Acho que panela eu tenho aqui, em algum lugar...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O fio de Ariadne

Nalgum dia de 2002 eu encontrei uma ponta solta numa aula de história da arquitetura sobre as utopias urbanas do século XX.

Puxei o fio, e ele me levou a Brasília no ano seguinte.

Continuei puxando e encontrei diversos modelos de cidade utópicas pós revolução industrial, em 2004.

Segui, e no ano seguinte relacionei essa arquitetura com as artes.

Mais a frente estava a "Cidade Contemporânea para 3 Milhões de Habitantes" e o purismo corbusiano.

Continuei puxando.

Encontrei cidades feitas a partir do nada. Segui.

Puxei o concurso de Brasília, e as capitais que ela nunca foi.

Mais a frente estava Joaquim Guedes, um dos participantes do concurso e urbanista de várias cidades brasileiras.

Agora cheguei ao padre Lebret, planejador urbano e hunanista, de quem Guedes foi estagiário.

O preocupante é que o meu fio de Ariadne não leva para fora, mas para dentro do labirinto.

Eita fio que não tem fim...

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Oração de Platão


"Sócrates: Será que deveríamos fazer uma oração endereçada aos deuses daqui antes de irmos?

Fedro: Claro que sim.

Sócrates: "Ó caro Pan e todos vós demais deuses deste lugar, concedei-me que me torne nobre e belo interiormente, e que todos os meus bens exteriores estejam em amigável harmonia com o que é interior. Que eu possa considerar o homem sábio, rico. E quanto ao ouro, que possa ter eu dele somente a quantidade que alguém moderado é capaz de suportar ou portar consigo." Será que necessitamos de algo mais, Fedro? Para mim creio ser essa súplica suficiente.

Fedro: Permite-me também partilhar dessa súplica, pois amigos têm todas as coisas em comum.

Sócrates: Partamos."

Daqui pra frente, só rezo assim.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Política

Dia desses acabei lendo algumas coisas na internet sobre comunismo e comunistas. Na maioria, manifestações de jovens de direita, defensores do nacionalismo e do capitalismo. E, segundo os próprios, da democracia. Os textos se divertiam, deitavam e rolavam chutando os cachorros mortos de Fidel, do fracasso soviético, das ditaduras do Chávez e por aí vai. Se o comunismo fosse bom, os comunistas não teriam construído o muro de Berlim.

É claro que eu não entendo as coisas tão bem quanto eles, não sou engajado politicamente como eles e, portanto, estou errado ao achar que boa parte das críticas eram injustas. Seja por confundir socialismo com comunismo, seja por confundir socialismo e comunismo com ditadura, seja por dar a Alemanha como exemplo de capitalismo em vez do Haiti. Seria como se eu atribuísse ataques como os de hoje no Rio de Janeiro a uma desigualdade social que é a base do próprio capitalismo, e que 50 carros queimados e algumas dúzias de mortos por ano, pelo tráfico e pelo BOPE, é um preço bem barato para que se mantenha o nosso padrão de vida.

Seria como se eu atribuísse a riqueza e o sucesso da Alemanha ao fracasso do Haiti, dizendo que não são duas faces do mesmo capitalismo, mas são a mesma face do mesmo sistema onde um necessariamente se ergue às custas da tragédia dos outro.

Seria como se eu lembrasse que no meu país houve sim uma ditadura, mas militar. Uma ditadura que controlou, torturou e matou com o "firme propósito" de impedir uma ditadura comunista que controlasse, torturasse e matasse. Para impedir uma ditadura, uma ditadura. Muito inteligente, embora isso sugerisse que os ditadores o são por serem seres humanos, no pior sentido, e não capitalistas ou comunistas.

Mas é claro que eu não diria isso.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Paul

Paul MacCartney é mesmo incrível. Eu que, apesar de gostar dos Beatles, tenho um conhecimento que não chega nem a superficial sobre eles, não conseguia tirar os olhos dos trechos do show que passou na Globo. Tenho certeza que foi um dia inesquecível para todos os Beatlemaníacos de plantão. Boas energias.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Cuitelinho

Já tinha dito AQUI sobre Cuitelinho, uma música de domínio público recolhida por Paulo Versolini e cantada por Renato Teixeira. Eu adoro a música. Acontece que o Paulo Versolini acrescentou por sua conta um verso novo que o Renato depois passou a cantar.

Depois de ouvi-lo eu quis brincar disso também. E desde então um verso me entalou que não saía, embora eu pensasse muito sobre ele. Mas como pensar não adianta, e verso agonia por gosto e só sai quando quer, hoje, quase um ano depois, quando eu nem pensava nisso, ele me saiu. Ficou assim:

"A estrada dessa vida, ora alonga, ora atalha
Ora anseia água fresca, ora acende uma fornalha
Quero a terra como herança
E o céu como mortalha"

Livrei-me...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Geração Y

Agora a moda dos jornais é fazer reportagens sobre a "geração Y", jovens nascidos nas décadas de 80 e 90 que estão entrando no mercado de trabalho. Segundo essas reportagens, os jovens da geração Y fazem muitas coisas ao mesmo tempo, são ambiciosos, impacientes e não ligam tanto pra dinheiro e nem para hierarquia. Eu não sei se sou da geração Y, já que nasci em 81, mas sei que quem faz essas reportagens também não é...

Que falta de assunto...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dona Benta

Ganhei um inusitado presente de aniversário. Um livro de receitas, aquele "Dona Benta", um catatauzão. Minha tia disse que é pra eu comer outra coisa além de macarrão. rs.

O curioso é que eu descobri que eu queria mesmo um desses. Ontem já incrementei meu omelete. Vamos ver se dá certo. Para amanhã estou pensando em fazer frango assado, feijoada ou pastel de pizza. rá, mentira. Se eu aprender a fritar batata e fazer feijão já vai estar muito bom...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Pa Panamericano

Os jornais noticiaram hoje a dívida do Banco Panamericano, aquele do Sílvio Santos. O SBT e o BAÚ está pendurados como garantia.

Será que a roleta parou no "Perdeu Tudo" Sílvioooo?????

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Pintos


"Pintos: Tudo o que você mais gosta, no lugar que você sempre quis."

Tão de sacanagem... #ahpublicitários

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Ombudsman

O blog deu uma emperrada, mas não desistam dele.

Voltaremos com a nossa programação normal.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Twitada

Com uma mulher na direção, tenho certeza que o Brasil irá pra frente. Mesmo porque, ela não saberia estacionar... #piadinhamachista