sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Eleições

É triste ver, com tantos temas a serem debatidos, questões religiosas decidirem uma eleição presidencial. E o que é pior, em cima do lado piegas e panfletário das religiões, que sem dúvida são o que há de menos proveitoso nelas.

O candidato da oposição, que adora tomar café em padaria, vai até Aparecida pagar promessa. A candidata do governo virou tão religiosa de uma hora pra outra que deve ser canonizada ao final do pleito.

Dos temas da moda na boca de ambos, concordo que o aborto é um problema complexo e aceito discutir sobre a adoção de crianças por casais homossexuais. Agora, a proibição do casamento gay é algo que não faz sentido pra mim. Que diferença faz? Deixe os gays casarem com quem eles quiserem... Isso não muda nada na minha vida, então, porque não? O casamento legal não é mais que um contrato firmado entre duas pessoas. Pois que cada um se contrate com quem quiser, uai.

Enfim a democracia brasileira ainda tem um longo caminho a percorrer...