quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O quadro perdido


"O quadro perdido" conta a história do descobrimento de "A prisão de Cristo" uma tela do pintor italiano barroco Caravaggio desaparecida por alguns séculos e conhecida apenas por cópias. Duas pesquisadoras italianas, ao procurar arquivos antigos sobre uma outra obra do mestre, acabam encontrando a pista do Caravaggio perdido e vão em sua busca, tentando remontar os passos da tela e as mãos pelas quais passou.

No fim, o livro fica nisso mesmo. Não é um romance. É um relato. Conta como as italianas, e depois outros pesquisadores, tentam puxar o fio que leva até o quadro. Nisso, acabamo contando um pouco sobre os hábitos e sobre a vida do pintor barroco. Mas não muito, inclusive porque pouco se sabe. Como não é um romance, a história pode ser um pouco monótona. Não há grandes mistérios ou conspirações, nem momentos emocionantes. Mas pensando bem, da última vez que me arrisquei a ler um livro que misturasse o mundo da arte com romance de aventura (em "O Ladrão de Arte"), não dei conta de terminar de tão ruim. Então é melhor assim.

O engraçado é que no final das contas o quadro é reencontrado quase por acaso no... Ah, não vou contar.