domingo, 8 de novembro de 2009

36'20''

Hoje de manhã corri 6 km (6K, como diria o Globo Esporte) na Corrida da Longevidade, um evento do Bradesco. Foi aqui no Parque do Povo mesmo, o lugar onde corro normalmente. Quase como o Flamengo jogando no Maracanã. Fiz um tempo melhor do que ano passado. Foram 36'20'' e pelo que me lembro fiz mais de 40 minutos anos passado, mas também não tenho certeza. De qualquer modo, não serve de comparação porque o percurso mudou um pouco, eu tomei um gel de carboidratos no meio da prova e dessa vez tivemos um tempo nublado e garoento em vez do Sol de rachar coquinho que estava no ano passado.

O engraçado é que no ano passado, da metade pra frente da prova emparelhei com um japonês. Um senhor já, de uns 50 anos. Vínhamos na mesma velocidade até uma última subida que havia no percurso antigo e que eu fiquei pra trás.

E não é que esse ano eu emparelho com o mesmo japonês? Viemos juntos mais ou menos o mesmo trecho, mas dessa vez fui eu que disparei na subida final. Não significa que eu esteja melhor, acho que ele é que estava pior. Além disso eu tomei o meu gel milagroso! Daí é nitro no motor.

Ah! Também assim como ano passado o primeiro queniano chegou quando eu não estava nem na metade da prova. Com 16 minutos eu já ouvi o tema da vitória tocando lá longe, quer dizer, já tinha africano chegando. Me lembrei da São Silvestre do ano passado. Quando cheguei na Paulista os africanos ja tinham ganho a prova, recebido o prêmio e o pódio já tinha sido até desmontado. Quem disse que a chegada da São Silvestre não é mais a meia-noite da virada do ano? A minha quase que foi...