sábado, 4 de julho de 2009

Todos os caminhos de Roma

No primeiro dia havia ficado com uma certa ma impressao de Roma. Toda a confusao com as malas, com o aeroporto, com o taxi, com tudo, praticamente me levou o dia e pensei que minha passagem por aqui estava comprometida.

Mas me enganei.

Ontem (4) sai cedo do hotel e acertei o onibus para o metro, e dali para o centro. A proposito, o onibus aqui é uma coisa engraçada. Nao tem cobrador, so motorista, e as passagens sao vendidas por uma maquininha. Até ai tudo bem, mas a gente entra e sai por qualquer porta, ou seja, ninguéem controla se voce pagou ou nao a passagem. Eu nao entendo muito bem como funciona. Ninguéem olha, nada. Tem gente que coloca dinheiro na maquininha, tem gente que nao coloca... Uma coisa muito esquisita...

Dai pra frente, o dia foi uma turistada das boas. Fui logo ao Vaticano para aproveitar o sabado, por que no domingo tem muita gente... Passei pela Praça de Sao Pedro, entri na Basilca e subi na cupula do Michelangelo. Dentro da Basilica estava a Pieta, escultura do mesmo.

Fui atée os museus do vaticano com rumo certo. O museu é muito grande, entao atravessava os corredores seguindo as setas CAPELA SISTINA. Encontrei. Nao tem fila pra entrar, ao contrario do que varias pessoas tinham me falado. A fila é pra entrar na basilica, e nao nos museus, o que mostra que quem me disse isso nao foi nem em um, nem em outro.

A capela é uma reuniao de cartoes postais. A criaçao do homem, o juizo final. Me impressionou o detalhe das sibilas, que realmente parecem saltar para fora da parede. Vi também a "Escola de Atenas", de Rafael, outra figurinha carimbada. Meu dia foi cheio de tartarugas-ninja.

Mas um lugar menos conhecido me emocionou muito. O Panteao, antigo templo romano convertido em igreja catolica. De tanto ver as fotos deste lugar nos livros de arquitetura, eis que ele se materializou na minha frente. E ele é lindo. Muito bem conservado, aquela grande cupula com a luz do dia invadindo a sala central por uma abertura no topo. Incrivel.

E as fontes? Quando menos se espera se abre, depois de uma curva, um largo com uma fonte. Sao grande esculturas de cavalos, animais, homens, soldados, com espelhos de uma agua clarinha que se nao me arrisquei a beber, pude pelo menos me refrescar sem medo.

Enfim, Roma é demais...





Capela Sistina. Leva jeito esse Michelangelo.