domingo, 21 de setembro de 2008

O livro do santo

Parece que mais um livro está para entrar na lista dos meus preferidos, unindo-se a "Cem anos de solidão" e "Cidades Invisíveis". É "Utopia" de Thomas More.

Quando eu terminar, daqui a uns dias, volto e digo se o livro cumpriu as espectativas e mais sobre ele.

Em tempo: o autor do livro, Sir Thomas More (ou Thomas Morus), além de "sir" também é santo! Santo Thomas More! Parece que na época do rompimento do rei da Inglaterra com o Papa (aquela história da Ana Bolena), Santo Thomas More ficou do lado do Vaticano, recusou-se a deixar o catolicismo - ele que na época tinha um cargo público importante, xerife de Londres - e acabou perseguido, preso, e não estou bem certo se morto por causa disso. Nisso, foi canonizado pela igreja.

Santo Thomas More! Que beleza. Deve ser o padroeiro dos urbanistas ou dos estudiosos dos modelos de cidades ideais (como eu). E Utopia é mesmo uma verdadeira bíblia para quem gosta do assunto. Três vivas para ele.

Amém!