terça-feira, 29 de julho de 2008

Fora

O amor bate na porta
Que há pouco arrombou por dentro.

Vá embora, que eu já te vi
Pelo vazio que deixaste entre os batentes.

Vá embora, que eu já te vi.
Vá pro diabo que te carregue.