quarta-feira, 4 de junho de 2008

Diário de um acidentado

Carrão de gás - tração nas 2
(Premeditando o Breque)

Só fui feliz no tempo em que a minha moto durou
Pois sempre fui ligado num rugir de um motor
O meu prazer botando um aditivo reluz
Pois sempre fui naquela em que o barulho conduz

Com a máquina eu me sinto um gigante
Esqueço a ranhetice paterna
Meu corpo fica escravo da mente
Eu tenho vários pinos na perna
Oh! perna, nossa!!!

Só fui feliz no tempo em que minha moto durou
Pois sempre quis tirar do que é veloz o sabor
O meu prazer botando um aditivo reluz
Pois sempre fui ligado em tudo que me seduz

E hoje eu tenho um carro de praça
Malhado e sem a placa de trás
Não uso álcool nem gasolina
Eu tenho um baita bujão de gás, gás, gás
Tenho vários pinos na perna
Nossa perna!
Eu tenho um baita bujão de gás, gás, gás
Bis