terça-feira, 18 de março de 2008

De que forma poderia te indicar o fio

Te entregar a ponta do novelo que desfaz o labirinto?

Sinto, mas sou todo trança e enrosco

Seguindo por caminhos em que jamais estive

Tentando a qualquer custo me perder.

Jamais traria um novelo

Não pensaria em voltar

Só passos, nem pedras, nem pão

Não cheguei a me preocupar

Pensava que, afinal de contas, era eu quem te seguia.